expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Blog's image

Seguidores da tenda

Jogo de cartas ciganas

Jogo de cartas ciganas
Mandando para 21 9 9249 1655 uma pergunta objetiva, seu nome completo e data de nascimento voce participa do sorteio de UMA PERGUNTA GRATUITAMENTE. Resultados postados aqui no blog, SEM exposição do nome.

03 abril 2013

Ciganinha da Praia do Oriente



(Imagem ilustrativa de como se parece aproximadamente esta cigana)




Não é Cigana da Praia. É Ciganinha da Praia, justamente pelo seu desencarne ter sido tão novinha. A falange dos espíritos que compõem o nome Cigana da Praia já são espíritos que desencarnaram em idade um pouco mais avançada.



Eu estava no astral quando sua cigana chegou me pedindo se eu poderia falar sobre mim à você. Eu não entendi bem do que se tratava, mas ela me disse que vocês duas faziam um trabalho de levar um pouquinho mais de nós e de nosso trabalho as pessoas terrenas e que não tem como dar as moedas necessárias para comprar os livros para ler sobre nós.


Então eu vim com prazer para contar um pouco da minha história e como eu trabalho, mas só posso contar um pouco.


Meu desencarne foi no ano de 1866, quando eu estava na semana que iria completar os meus 16 anos terrenos.


Bem no iníciozinho antes de eu encarnar eu já trabalhava no astral a muito tempo, mas um dia me pediram e também perguntaram se eu não gostaria de dar alegria a uma mulher chamada Francisca. Tratava – se então de uma cigana bonita, mas muito maltratada pela vida e também pelo marido. Todos ciganos. Me mostraram em qual acampamento cigano eu ficaria, ou seja, em qual grupo. Esta mulher era boa, um pouco amarga pela vida que levava, mas boa, apanhava muito do marido, como era de costume naquela época e com os ciganos não era diferente.


Ela tinha dado ao marido seis filhos homens. Na tradição cigana quando você dava um filho homem, você era tratada como uma rainha pelo seu marido. Era sinal de que você era abençoada por Deus, Nosso Senhor. E coitada da mulher que só dava filha mulher ao marido, era tratada como uma mulher que não era capaz de dar um filho homem, e recebia menosprezo sempre, não só de seu marido, bem como de todos os mais velhos que sempre davam exemplos de inúmeras ciganas que davam filhos homens.


Pois bem, esta mulher chorava muito, porque ela tinha conseguido dar 6 filhos ao marido, mas nenhum desses filhos era uma mulher. Então me perguntaram se eu não gostaria de reencarnar para dar um pouco de alegria a esta mãe, a esta mulher.


Embora eu tivesse o meu trabalho no astral eu aceitei, pois eu passei a acompanhar como ter uma filha era algo precioso para aquela mulher, chamada Francisca.


Um dia ela pediu e chorou tanto nas margens de um rio, pediu tanto clemencia a Deus, ela chorava e pedia muito uma menina, pois já que ela deu os filhos homens que o marido tanto queria, pedia a Jesus que enviasse uma menina para os braços dela. E assim eu resolvi encarnar. Aceitei o pedido. A gestação foi boa. E quando eu reencarnei e ela soube que era uma menina ela ficou muito feliz.


Acontece que eu pedi ao astral que eu ficasse apenas por um período de tempo determinado, os quase 16 anos nesta terra, e assim Deus me concedeu. Consegui ser um instrumento do Senhor dando alegria a minha mãe terrena e voltei para continuar o meu trabalho no astral.


Como era de costume, quando eu nasci logo fizeram um pacto de eu me casar com o filho de uma família de um outro grupo cigano, mas eu não os conhecia (nem ele e nem a família dele).





O tempo passou, eu aprendi desde pequena a ler moedas e as mãos das pessoas, desde muito novinha mesmo eu comecei a aprender. Eu treinava enquanto minha mãe fazia a comida junto com as outras ciganas, ali mesmo, perto dela para que ela me ensinasse se eu errasse algo, pois estava aprendendo. E ai quando as ciganas saiam para ler a sorte das pessoas eu ia junto e ia lendo também. Eu gostava, fazia pelas moedas, porque precisávamos comer, mas eu gostava de fazer o que eu sabia fazer de melhor, ler a sorte das pessoas através das mãos delas e pelas moedas.


Eu tinha sonhos, queria muito conhecer o meu noivo, me casar, ir morar no acampamento dele, ter meus filhos e fazer tudo o que a minha mãe fazia pela gente, meu sonho era fazer de nem ela. Aliais ela era o meu espelho de exemplo cigano. Eu a amava muito, como qualquer filho ama a mãe.


Vocês sabem, cigano era tratado como um animal e sem respeito algum. Eu nasci na Espanha e nunca sai dela, mas nós imigrávamos de um local ao outro, pois era muito perigoso ficarmos em um lugar só, a sociedade não nos permitia.


Como fazia frio naquele inverno europeu, nosso grupo saiu da parte de Serra, do Leste europeu e fomos para a parte praiana, no mesmo pais, na Espanha. Viajamos muito tempo, eram dias que se estenderam a quase um mês quando resolvemos parar ali em uma praia da Europa, porque ali havia água e poderíamos tomar banho. Acampamos as margens da praia. Não na areia, mas perto, sabe. E outra, perto de uma praia tinha sempre um riacho ou coisa do tipo para nossas mães fazerem comida.


Na verdade a parada não era ali naquela cidade, nós ainda teríamos que andar muito, mas sabe todo o acampamento estava seguindo para ir conhecer a família do meu noivo. Eu queria muito o conhecer. E ali faríamos as moedas (dinheiro) necessário para que tivessem as coisas do casamento pago o os presentes do noivo e da família do noivo comprados. Tudo isto era com a família da noiva.


Eu queria muito me casar, ter meus filhos. Queria muito!


Eu fui tomar banho com o meu irmão o Pedro, ele era o filho homem mais novo. Quando eu fui me banhar. Reza a lenda que cigano e povo sujo, mas não somos não. Sempre eu fui muito limpa sim! Sempre gostei muito de água, ai como nós não precisávamos arrumar lá grande coisa, porque éramos tidos como crianças, então fazíamos algumas coisas só. Ajudávamos, mas não era tão intenso como nossas mães e nossos pais.


Fui com Pedro para banhar. Eu estava me sentindo muito suja. Nossas mães faziam sabões ou conseguíamos trocar por moedas os sabões (comprar). Poderíamos ganhar também em troca de ler as mãos. Nossa preferencia era ler as mãos em troca das moedas, porque assim nossas mães iam comprar comidas para todos, mas se a pessoa quisesse nos dá sabões ou qualquer outra coisa aceitávamos, tudo nos servia, dividíamos tudo.


(Clique na imagem e ela aumentará).


Estava me sentindo muito suja, nunca gostei desta sensação, então entrei na água com vontade, mesmo não conhecendo direito aquelas águas do mar. E Pedro ficou mais na beirinha mesmo ali brincando. Água era ótimo. Era muito bom!


Como eu entrei com uma vontade de me banhar grande veio umas ondas fortes, isto era meio que pela manhã, não havia sol, tempo nublado. Vinheram uma onda atrás da outra e já na primeira eu fui mais para dentro do mar ainda, a onda e pegou de costas, eu não sabia direito como lidar com a água ela levou meu corpo carnal para mais para dentro do mar. Eu tentava sair, era desesperador, só me afundava mais e eu já estava longe a água foi muito rápida. Eu tentava, mas não conseguia. Bebi muita água salgada. Eu colocava os braços para o alto para alguém ver, Pedro viu (mas eu mesma só vi isto em espírito) e chamou todos os homens do acampamento que foram para me tirar de lá. Foi tão estranho, porque eu vi eles entrando e pegando o meu corpo no mar, me levaram para a areia, eu estava lá, falava com eles, mas eles não me ouviam. Chegou a ser desesperador, porque eu falava: não, não eu não morri não, eu estou aqui, olha pra mim, me vejam, mas ninguém olhava. Parecia que eles viam um vazio, um nada no lugar do meu espirito, só ai eu percebi que eu estava morta pela tradição terrena.


Minha mãe chorou muito. Ela ficou em estado lastimável até o fim dos seus dias. Ela viveu, mas uma parte dela “morreu junto comigo”. E a culpa caiu toda sobre ela e eu ali tentando explicar que a culpa não era de minha mãe Francisca, e nem do Pedro, mas ninguém me ouvia, ninguém me atendia.





Vaguei com eles durante duas décadas apenas. Queriam me chamar para ir ao astral, eu ia, mas fugia. Eu ai no acampamento ver meu noivo, porque meu pai foi com meu tio (irmão dele) e minha mãe dar satisfação para a família dele, então eu o conheci, ele era muito bonito. Não era lindo, mas bonito. Tinha o jeito meio rude de ser, que eu percebi. Eu tentava consolar minha mãe, mas ela não conseguia me ver e nem me ouvir e nem eu sabia como fazer para que ela me visse e me ouvisse.


Fiquei no acampamento lá por estas duas décadas, não que eu ficasse o tempo todo, porque não ficava, mas eu ia ao astral, via os perigos, dava um jeito de avisar o meu povo em sonho e ia tentando os guiar assim, até que me conscientizaram que mesmo lá fazendo o bem eu ainda não tinha luz e precisava ter e só teria como ter me afastando. Muito difícil que foi, mas assim eu fiz.


Minha mãe nunca mais eu vi, deve estar nesta terra encarnada ou até mesmo trabalhando em meios muito elevados do astral, porque por onde eu ando, não está. Sou do grupo no astral, chamado: Terra de Maria! Isto mesmo, há uma terra com este nome, são onde espíritos elevados ficam, não que eu mereça, mas habito em um acampamento cigano que há lá. Podem perguntar a Sete saias e a Oriente, porque elas são do mesmo grupo de lá, elas são do: Terra de Maria também. Mas sou de acampamento diferente do delas. Aliais cada uma estamos perto uma das outras, mas os acampamentos ficam razoavelmente longe uma da outra.


Lá é um lugar de muita paz. É terra de Mãe de Jesus a sempre doce e virgem Maria. Trabalhamos, servimos a Deus. Servimos a vocês para que assim a gloria de deus, ou seja, a graça de deus seja feita.


                                 




Gosto do perfume de Iemanjá. Das água salgadas. Do incenso de Iemanjá. Da areia do mar. Das conchinhas do mar, estrelas e caramujos do mar também,  posto por muito tempo no sol dias e dias.


Sou grata a vida! Grata pela mulher que me amou, grata pelo noivo que eu ia ter, grata pelos 16 anos que passei naquelas terras com minha família e fui muito feliz.


Mas tudo tem um fim e um porque também, somos nós que não compreendemos. E eu quem escolhi assim, pouco tempo de vida para voltar e trabalhar no astral. Amo servir a Deus. Gosto muito de trabalhar com frutas, com diversas frutas. Cada fruta uma propriedade, e em cada propriedade um elemento para se trabalhar a um fim diferente.


Eu uso um cordão grande até a altura do peito mais ou menos com um pingente de cristal, de ouro o cordão. Vez ou ouro troco este cordão, dependendo da função que preciso naquele momento o cordão e da mesma forma, mas com um pingente de pedra do mar azul, ou seja, que é com a pedra de Iemaná. Gosto de fazer magias para o bem com frutas, maçãs, cocos, abacaxis, bananas, uvas, peras, tangerinas. E gosto de tudo muito discreto.


Sou baixa, pele branquinha, porque eu era europeia e lá sol não bate quente, cabelos pretos lisos e olhos pretos também, boca pequena, pouco rosadinha, apesar dela ser de estatura magra a boquinha e gordinha. Gosta de usar tornozeleira e andar descalças. Usa roupas de varias cores, mas em especial azul claro, ou branco ou ainda verde se ela for trabalhar para a cura, pois o mar também tem a coloração verde mar.


Peço que rezem a Deus sempre! E quando quiserem rezem por mim a Deus na praia ou em qualquer lugar.





Pela Ciganinha da Praia, em 1 de abril de 2013
Canalizações: Sofia Clara e Esmeralda





43 comentários:

  1. que história bacana ,já sbia um pouco dela por causa de um sonho que eu tive.adorei.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anônimo, pena que você não deixou um nick, mas fica para a próxima :)

      Pois é, ela é uma criança adoravel!

      Volte sempre, obrigada por seu comentário.

      Excluir
  2. oi! que história linda! vou te mandar um e-mail :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, Camila!
      E linda sim. Esmeralda e eu achamos emocionante, inclusive choramos depois de ler a psicografia que fizemos.

      Fica com Santa Sara.

      Sofia Clara

      Excluir
  3. oi! não consegui achar seu e-mail de contato.
    O meu é milac.alves@gmail.com
    Essa bela entidade cuida de mim, gostaria de saber mais do relato aqui descrito.
    até mais! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, Camila. O meu e sofiaclara@ymail.com

      O relato colocamos todinho aqui na integra.

      Com amor,
      Sofia Clara

      Excluir
  4. Adorei a linda estória desta ciganinha. Adoro o povo cigano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marcia Almeida! Muito bom te ver aqui!
      Eu também adoro o povo cigano, me irradia uma alegria maravilhosa.
      Beijos no seu coração.
      Sofia

      Excluir
  5. MEU NOME É MONICA (MÃE DO MAX DE 5 ANOS) E ACHEI SIMPLESMENTE LINDA A HISTÓRIA. ADOREI! BJKS!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Monica! Tudo bem com você?

      Ai que bom que você gostou, todo o carinho que vocês vem tendo conosco é muito bom. Obrigada!!! Beijocass

      Sofia Clara

      Excluir
  6. Achei muito interessante a história , mas gostaria de saber , Sobre Cigana Da Praia e Ciganinha Da Praia , por que onde eu frequento tem
    As Duas Ciganas .... e eu queria saber o que elas tem em comum ...! e HISTORIAS ... sei lá se pude me ajuda eu agradeço de coração !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esta é a história da Ciganinha da Praia, a da Cigana da Praia vc pode encontrar pela internet mesmo em qualquer site. O que elas tem em comum além do nome? Trabalham no campo vibracional da praia, o que é óbvio e vem pela energia de Iemanjá, trabalham geralmente com conchas da praia, com velas de cores brancas, azuis ou verdes, com areia, com água salgada e limpeza, como a maioria dos Orixás.

      Beijão! Sofia

      Excluir
  7. me indicaram fazer oferendas a ciganinha da praia para atrair prosperidade financeira, vcs aconselham? meu email : fabianacastrorocha@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabiana. Tudo bem?
      Sim, Fabi, faz sim. Sempre é bom e apesar de haver um klã para isso TODOS os guias trabalham para a prosperidade financeira, emocional... abrindo os caminhos e tudo mais. Faz sim. Será muito bom a você.
      beijos. Sofia Clara

      Excluir
  8. bom lindas feliz ano novo? eu gostaria que me falasse da cigana RUBI eu estou me identificando muito com ela talvez ela possa ser a minha cigana me dela por favor. beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Eva! Pelo que conheço de uma Rubi (o que cotudo ão afirmo que sejas a tua) é uma cigana do amor, se utiliza de cestas com maçãs, fitas vermelhas, e usa pedras veremlhas bem como cristal rosa leitoso também.

      Beijos. Sofia Clara

      Excluir
  9. olá que bom que estão de volta me fala da cigana MARIA ANDALUZA por favor tive um sonho lindo com ela. beijos lindas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Antonia!! Menina,não conheco esta cigana não, mas se vc conhece vem aqui dividir com a gente. Beijo grande! Sofia

      Excluir
  10. Muito bom ler sobre ela!
    Eu tenho essa Cigana menina da praia, que chamo de "Ciganinha"...
    Ela é conhecida como Pomba Gira cigana Menina da Praia, mas a minha não gosta de estar em vibração de Exu, não gosta de ficar junto com as pomba giras... ela vibra mais e tem mais afinidade, com as ciganas do oriente...E sim, tem uns 16/17 anos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana!!! Nossa a sua ciganinha ( também chamo a minha assim rsrsrs ) é uma pomba gira cigana Menina da Praia?? Menina, não sabia que existia esta cigana na linhagem das pombas giras ciganas. Que legalll.
      Um gosto te ver por aqui. Eu adoro seu blog. Um beijo. Sofia Clara

      Excluir
    2. Oi Adriana! Isso acontece porque existem a pomba gira cigana menina da praia e também a cigana menina da praia do oriente. São diferentes porque uma vem na linha dos exus e a outra na linha do povo cigano do oriente. O povo cigano do oriente não se mistura com os exus então se a sua não gosta procure saber se ela é do oriente. Bjs!

      Excluir
  11. Adorei essa historia, é bem parecida com a minha ciganinha Juana que cantou em um ponto de fundamento, ela vem na linha do oriente, conta que morreu na praia (inclusive no seu ponto riscado tem as ondas do mar), tem 17 anos, porém é loira, usa uma tiara e saia com lenços coloridos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal, irei postar isto!! Se souber mais algo passa para nós. beijão. Sofia Clara

      Excluir
  12. Existe, é uma das "Ciganas da Praia", sendo mais nova, mas essa energia que tenho, também trazida por Yemanjá, não tem nada a ver com pomba gira, ela bem diferente, essas linhas são ciganas que povo diz 'traçadas", trabalham bem na direita e na esquerda também, de acordo com a necessidade.Acho elas lindas e maravilhosas, independente da linha que trabalham, e não deixam de ser ciganas, a não ser pelo fato de serem da esquerda, quando querem e precisam.Como Sete Saias, Cigana da Estrada, Rosa Vermelha, Dama da Noite etc...Eu tenho minha ciganinha da Praia,e minha pomba gira é outra....E tenho duas ciganas do oriente .
    Essa estória do post, lembra também a da Cigana Yasmin, né?
    Querida, grande beijo para vc, parabéns por tua página....
    Eu te adicionei no facebook, Ou não era vc?Notei que são mais de uma. rs Bjssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana! Me perdoe a resposta só agora, mas acho que me passou desapercebido seu comentário, consta aqui dia 18\03\2014. A minha é assim também não tem nada a ver com a pomba gira. Ela é uma vibração cigana de direita mesmo. Bem assim como você está descrevendo mesmo. Muito obrigada por todos os elogios :) Eu sinceramente não sei se vc me add ou não no face, porque eu não tenho muito costume de ver pelo pouco tempo, mas eu vou passar a reparar ta? sofiaclara@ymail.com Este é o meu face. Sim, lembra mesmo a Iasmim. Sabe que eu tenho a minha pgc também. Como eu costumo brincar a tudo em torno dos ciganos até a pg kkkkkkkkkkkkkkk. Muito obrigada um enorme beijo. Sempre passo lá por seu blog é lindo.
      Beijos Sofia Clara Kalinin

      Excluir
  13. ola gostei muito de ler sobre ciganas gostaria di perguta como saber qual cigana podemo s ter poderia mi explica des de ja a gra deso ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Isa! Fiz este post para vc. Nele respondo sua pergunta:
      http://magiadosciganosdooriente.blogspot.com.br/2014/05/pergunta-ola-gostei-muito-de-ler-sobre.html

      Beijocas! Sofia Clara

      Excluir
  14. oi, hj sonhei que estava no mar de costa para as ondas, logo depois me vi jogando flores vermelhas ao mar e acendendo uma vela azul, sei que tenho uma ciganinha, com esse sonho pode ser ciganinha da praia. adorei o texto, parabens.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Caroline, tudo bem?
      Sim, pode ser sim a Ciganinha da Praia. As características do seu sonho probabilizam isso. Adoro esses sonhos rs rs. Obrigada =)
      Foi uma canalização muitíssimo custosa para Esmeralda e eu, pois choramos muito! Mil beijo. Fica com Jesus.
      Sofia Clara Kalinin

      Excluir
  15. adorei a historia pois sou de religião e recebo a menina da praia pois amo muito ela. ela me ajuda em tudo que eu peso amei a hostoria e a recebo a mais ou menos 2 anos amo de mais ela e a minha vida so vai pra frente com ela amo demais ela !!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que beleza. Que maravilha. Fico muito feliz em saber que tem outras pessoas que tem a cigana da Praia também :) É uma energia maravilhosa, ne?
      Obrigada pelo comentário. Adorei a sua visita. Mil beijos.
      Sofia Clara Kalinin

      Excluir
  16. olá adorei a historia como faço para saber se é ela minha guardiã, estou me desenvolvendo a pouco sei que é uma pomba gira cigana e minha mãe é yemanjá! jenniferffontoura@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jennifer, boa noite! Para saber se ela é sua protetora ou mentora espiritual normalmente ocorre por meio de intuição, sonhos, incorporação ou jogos. São estas algumas das formas usadas. Compreenda que há uma diferença entre guardião (ciganos de esquerda, ou seja, pomba gira gira e exú cigano) e protetores (ciganos de direita, ou seja, ciganos Povo do Oriente - independente se o cigano teve vivência Europeia ou Oriental). Santa Sara Kali nos proteja. Fique com Jesus. Sofia Clara Kalinin

      Excluir
  17. Olá!
    Tenho uma cigana da praia do povo do oriente e que trabalho com ela com incorporaçao, mas ultimamente duas pessoas espiritualizadas e que nem se conhecem me disseram que veem muito forte comigo uma pomba gira cigana da praia. Isso é possivel? Aguardo retorno, meu e-mail é ellenfalcao@gmail.com. Obrigada. Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ellen, boa noite! Respondi já ao seu e-mail.
      Sim, isto é perfeitamente possível. Pelo jeito podem estar acontecendo duas coisas:

      1 Opção - Sua cigana é uma Pomba gira cigana da praia (, porém como vc disse que ela é do Povo do Oriente não acho tão provável);

      2 Opção - Você tem uma cigana da Praia e uma pomba gira cigana da Praia, ou quem sabe até uma pomba gira da praia.

      Eu mesma tenho a Cigana do Oriente e a Pomba gira Cigana do Oriente.

      Perfeitamente possível. Ocorre que você precisa ver direitinho qual é a linha de trabalho dela, porém caso vc gire na linha de esquerda, então acredito que não há problema com a linha de esquerda, e em se tratando de ciganos de direita eles são uma linha muito móvel.

      Beijos e fica com Jesus. :) Para mais esclarecimentos cá estou eu.
      Sofia Clara Kalinin. Sara nos abençoe.

      Excluir
  18. Bom dia,gostei muito da história dela, já me falaram que eu tenho a ciganinhá da praia mas nunca tive que trabalhar com ela só me falaram gostaria de saber como faço pra saber se é ela mesma, eu gostava de jóias roupas tipo cigana saias longas rodadas mas com o passar dos tempos eu fui perdendo todo os encantos da minha vida e tem pessoas que falam que é ela que se afastou que tenho que cuidar mas eu não tenho certeza como posso saber

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Jucimara, boa tarde!
      Isto pode ser verificado através de um jogo de cartas ou búzios.

      Excluir
  19. Amei a história da ciganinha da praia porém tenho como minha protetora a cigana da praia, e a entidade uma das entidade cigana e uma mãe de santo q nem sabia q eu conversara com a entidade cigana me aconselharam a fazer um balaio para ela e colocar em beira mar ou na mata, mas como tenho como dona do meu ori yemanja irei colocar na praia com as coisas da cigana simbolizndo como tb juntamente algumas coisas para odoya.
    Preciso muito q meus caminhos se abram para um emprego de carteira assinada e q seja duradouro por anos...
    Prosperidade e um amor, ter meu lar para acabar de criar meu filho e sair da barra da saia da minha avó até pq ela não precisaa estar nos sustentando...
    Me sentindo triste e super para baixo...
    Cuido dos meus orixas mas minha mãe de santo disse pra mim não cuidar agora da minha cigana q não tem necessidade, mas quem sabe sou eu e irei fazer sim pq se eu ir no q ela diz nunca serei feliz por ela, então eu farei por mim e sei q minha cigana quer q eu cuide dela...
    Só não sei se ela é do oriente ou se é da linhagem de exu até pq nunca a incorporei só senti as vibrações.
    Sempre me facinou os ciganos e suas histórias me lembro muito bem de uma novela "explode coração" q contava a história de dois apaixonados "Igor e Dara".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,Tati! Me lembro desta novela também. Assistia com a minha avó. Faça sim! Adorei sua história. Um grande beijo em você.
      Sofia Clara Kalinin

      Excluir
    2. Olá. Adorei essa história, e gostaria de saber se você conhece a Cigana das sete ondas? Tenho essa pomba gira mas ainda não tive oportunidade de conhecer sua história. Se puder me mande um email. Desde já agradeço. Daianealvesf20@gmail.com

      Excluir
  20. Bom dia!
    Passei para procurar a história de uma cigana da praia RSR sem querer encontrei.
    Sei que tenho um cigana ,já joguei, já confirmei.
    Mas ela ainda não deu seu nome, tenho vários tipos de sonhos diferentes com ela...
    Essa noite sonhei que eu estava na praia, lá tinha muitos ciganos dançando dentro do mar, velas flutuantes, coisa lindas.
    Eu porém vestida de cigana,mas algo tampava meu rosto tipo,gotas amarelas com cor vinho por aí.
    Mas me atrapalhava dançar rsrs
    Eu tirei do meu rosto, passei meu cabelo para o lado, as vinho coloquei feito flor atrás da orelha, minha saia colorida,cor vinho por aí.... Fui bailar com os ciganos no mar.
    Seria possível ser a ciganinha da praia?
    Obrigada pela atenção
    Gostei muito do carinho que vc trata seus visitantes da página.
    Grande abraço fica com Deus!
    Valéria
    Rj

    ResponderExcluir

Adoramos comentários de elogios e poder sanar suas dúvidas. Assim que puder seu comentário será aprovado e respondido.

Com amor Sofia Clara Kalinin